Perspectivas para Implantação da Fitofarmacovigilância no Brasil. PDF Imprimir E-mail
Escrito por Conbrafito   
Seg, 29 de Agosto de 2011 11:29


FÓRUM
PERSPECTIVAS PARA IMPLANTAÇÃO DA FITOFARMACOVIGILÂNCIA NO BRASIL

09 de setembro de 2011

Objetivos

Discutir a importância do monitoramento, do uso racional e científico dos fitoterápicos visando criar uma sistemática de trabalho que permita a melhoria do Sistema de Farmacovigilância de Fitoterápicos e Drogas Vegetais em nosso país.
Capacitar os profissionais que atuam na área de assuntos regulatórios e de Farmacovigilância a compreenderem a importância do monitoramento da comercialização para assegurar a eficácia e segurança de seus fitoterápicos.

A quem se destina

Profissionais da área de saúde envolvidos com a produção, prescrição e uso de fitoterápicos e drogas vegetais.
Evento de interesse de todos os profissionais que atuam nas áreas de Assuntos Regulatórios, Farmacovigilância e Qualidade das Indústrias Farmacêuticas que produzem fitoterápicos.

Programa

09 de setembro de 2011

08:30 – 09:00 - Recepção e entrega de materiais
09:00 – 09:10 - Abertura e objetivos
Representante do Sindusfarma e Representante da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo.
09:10 – 10:20 - O Sistema de Farmacovigilância e as possibilidades de uma Fitofarmacovigilância no Brasil.
Drª Giselle Calado - NUVIG/ANVISA
10:20– 10:40 - Coffee break
10:40 – 11:30- A droga vegetal, as plantas medicinais e os fitoterápicos: conceito e regulamentação.
Drª Ana Cecília Bezerra de Carvalho - COFID/ANVISA
11:30 – 12:30 – É possível uma Fitofarmacovigilância através do Sistema Único de Saúde?
Dr. Eduardo Pagani- Presidente da Sobrafito
12:30 – 14:00 - Almoço
14:00 – 15:00 – A estrutura do Centro de Vigilância Sanitária e as ações de Farmacovigilância no estado de São Paulo
Dr. Adalton Ribeiro – CVS/SP
15:00 – 16:00 – Mesa Redonda: Perspectivas para a criação de um centro especializado em relatos de drogas vegetais e fitoterápicos
Coordenadora: Profa. Dra. Edna T. M. Kato
O trabalho desenvolvido na UNIFESP – Dr,. Ricardo Tabach
CEBRID/UNIFESP
Possibilidades de contribuição da academia – FITOFAR/USP
Prof. Dr. Paulo Chanel Deodato de Freitas;
Mariana Serrambana Melo;
Thiago Braz
Ações desenvolvidas na captura de relatos de toxicologia – CEATOX
Dr. Anthony Wong
16:00 – 16:30 Debates e conclusões

Data/Horário e Local
Data: 09 de setembro de 2011
Horário: 08h30 às 17h00

Local: Sede do Sindusfarma
Endereço: Rua Alvorada nº 1280 - Vila Olímpia
Estacionamentos Conveniados:
Hotel Transamerica (Ex Mercure) – Rua Gomes de Carvalho, 1005
Vag Park – Rua Casa do Ator, 975
Adonis – Rua Caetano Velasco s/n (esquina com Rua Casa do Ator, antigo nº 1.110).
Informações e inscrições
Contatar: Vanessa
Telefone: (11) 3897-9779 – e.mail: vanessa@sindusfarma.org.br
Serão fornecidos: materiais didáticos e certificado
Inscrições On line: www.sindusfarma.org.br


Contribuição Educacional
Contribuição para material didático:
Associados e estudantes: R$ 50,00
Não-associados: R$ 100,00
INFORMAÇÕES
Informações Departamento Financeiro (pagamentos via boleto bancário):
Walter Junior
Fone: 3897-9756 - e-mail: walterjr@sindusfarma.org.br
* Só serão aceitas desistências e substituições comunicadas com 5 dias de antecedência do evento.

Organização
Dr. Lauro D. Moretto
Vice-Presidente Executivo
Rosana M. Mastelaro
Gerente de Legislação Industrial Farmacêutica
Sindusfarma
Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo
CDEC (Crédito de Desenvolvimento e Educação Continuada)
Todos os profissionais que participarem do Programa DEC - SINDUSFARMA receberão créditos educativos denominados CDEC (Crédito de Desenvolvimento e Educação Continuada).

Estes créditos constarão do certificado de conclusão de curso e do Espaço CDEC que se encontra incluído no site www.sindusfarma.org.br

As informações contidas no sistema serão protegidas, sendo o acesso restrito apenas ao participante e a patrocinadora. Cabe ao participante solicitar, em caso de desligamento o cancelamento do acesso da patrocinadora ao seu banco de dados.

A seguir você encontrará o mecanismo de funcionamento do Sistema de Creditação do Participante:

Uma hora aula = 1 CDEC
CDEC somente será atribuído quando o profissional tem certificado de presença efetiva em: curso, palestra, conferência, seminário, workshop ou congresso. Não se atribui CDEC para estudos não presenciais.

CDEC, será caracterizado em três condições:

CDEC P - Crédito de Desenvolvimento e Educação Continuada Presencial
(1 CDEC por hora-aula)
CDEC A - Crédito de Desenvolvimento Educação Continuada Avaliado
(2 CDECs por hora-aula)
CDEC D - Crédito de Desenvolvimento e Educação Continuada para Docente
(3 CDECs por hora-aula)

LAST_UPDATED2